Translate

sábado, 5 de outubro de 2013

JAQUETA VENCEDORA Nº 03

Em 1970 Calvin Klein inovou trazendo o jeans para as passarelas, algo, até então, impensável, mas que foi apenas uma amostra de sua força entre o público. Agora não conhecia mais barreiras sociais, todos usavam a peça da mesma maneira;
Até os anos 80 o processo de desgaste do jeans vinha com o uso no dia a dia, com a chegada da “lavagem na pedra” ou stonewashed era possível comprar um jeans novo com aparência de usado. O sucesso foi enorme;
Nos anos 90 o jeans recebeu novas lavagens, mais cores e teve a adição de poliester e elastano garantindo o caimento perfeito e conforto;
A partir dos anos 2.000 o grande chamariz foi o jeans premium, com mais detalhes, tratamento com jatos de areia simulando desgaste em pontos específicos, rasgos estratégicos, modelos exclusivos e quantidades limitadas, renovando o desejo das pessoas pelo jeans e criando peças com valores muito além do que já havia sido visto até então. A criação de Levi Strauss tornava-se um item de luxo.

VESTIDO DE BOLINHAS

Nos anos 50 a estampa de bolinhas, também chamada de petit-pois, polka dot ou poá, foi consagrada nos looks das pin-ups com um apelo erótico e divertido, configurando-se o estilo pseudoincidente do periodo pós guerra personificado pela diva Marylin Monroe.
Bolinhas tornaram-se comuns na roupa no final do século XIX no Reino Unido, e as pesquisas indicam que a estampa ficou popular com a chegada de imigrantes do leste europeu na América também no sec. XIX. Eles trouxeram a Polka, uma dança de origem polonesa muito animada e que fez muito sucesso na época (o pós guerra foi uma época de descontração, prosperidade e alegria) e os movimentos circulares dessa dança animada inspirou a criação da estampa.
http://www.acordabonita.com/2013/06/com-a-bola-toda-a-historia-da-estampa-de-poa-na-moda/



BOJO III - REDESENHANDO


GRADAÇÃO BOJO

Há milênios as mulheres vinham procurando uma matéria-prima para confeccionar algo que desafiasse a lei da gravidade e sustentasse os seios.
Referências revelam que em 2000 a.C., na Ilha de Creta, elas usavam tiras de pano para modelá-los. Mais tarde, as gregas passaram a enrolá-los para que não balançassem. Já as romanas adotaram uma faixa para diminuí-los. 
O espartilho surgiria na Renascença para encaixar a silhueta feminina no padrão estético imposto pela aristocracia. Por meio de cordões bem amarrados, ele apertava os seios a tal ponto que muitas desmaiavam. 
O sutiã apareceu para libertar a mulher daquela ditadura.
Na década de 1920, os sutiãs compunham o estilo dito "garçonne" e achatavam o busto. 
Nos anos 30, a silhueta feminina volta a ser valorizada. Surgem os bojos de enchimento e as estruturas de metal para aumentar os seios. 
Nos 50, com o advento do nylon, as peças ficam mais sedutoras e conquistam as estrelas de Hollywood
Nos 60, as feministas queimam em praça pública a peça que consideravam símbolo da opressão masculina.



GOLA

go.lafeminino
  1. (Vestuário) parte da roupa que cinge o pescoço ou está junto dele.




VOCÊ SABE QUAL É O SEU BIOTIPO????

O Biotipo nada mais é do que o seu tipo físico, sabendo o seu biotipo você conseguirá escolher as roupas que combinam com o seu tipo físico, e em casos de não poder provar as roupas já saberá se combina com você diminuindo assim a frustração de quando compramos uma roupa sem provar e ela não nos cai bem.
AMPULHETA É a forma de corpo mais desejada pelas mulheres. Caracteriza-se por ombros e anca praticamente da mesma medida e por possuir a cintura mais estreita em comparação a estas duas medidas, ou seja, bem marcada.

TRIÂNGULO INVERTIDO Caracteriza-se por ombros largos, porém com a anca e cintura mais estreitas. As mulheres com este tipo de corpo possuem a parte de cima mais saliente e engordam geralmente nesta zona

PERA OU TRIÂNGULO Este biótipo caracteriza-se por ombros mais estreitos que a anca. As mulheres com esta estrutura física têm a anca nitidamente maior do que os ombros e, geralmente, engordam na parte inferior do corpo.

RETÂNGULO As mulheres com este biótipo têm as medidas da anca, ombros e cintura praticamente iguais. Normalmente possuem a anca estreita e a cintura recta, tendo tendências para engordar de forma proporcional.

OVAL As mulheres com o biótipo oval têm um corpo arredondado, principalmente na linha da cintura. Possuem costas, seios e braços volumosos e as pernas costumam ser bem desenhadas. Estas mulheres também engordam de forma proporcional.

E AÍ, QUAL O SEU BIOTIPO?




sexta-feira, 4 de outubro de 2013

BOJO 94 CM CIRCUFERÊNCIA DO BUSTO - TESTADO E APROVADO

As marcas já investem em novos materiais e bojos mais sensíveis e resistentes para você esquecer de vez os araminhos ou ferrinhos, que muitas vezes comprometem a circulação.
“Um sutiã de qualidade e bem adequado influencia totalmente no visual. No mercado encontramos modelos que reúnem conforto e tecnologia para se moldarem exatamente ao corpo da mulher”, reforça Gaita Mello, gerente de produto das marcas TriFil e Scala.
Hoje em dia, os modelos são feitos com barras mais largas e os tecidos já fazem a própria função de sustentar. O spacer está entre as novidades em tecidos. Conforme Gaita, ele é feito com tramas mais abertas para passar o ar e seios “respirarem”. Apelidado de spacer sensitive, o sutiã é confeccionado sem aro, como se fosse uma segunda pele.
Os bojos também evoluíram. Depois do algodão, do poliéster e da microfibra, os modelos feitos com fibras de bambu também são mais confortáveis e absorvem melhor o suor  além de serem hipoalergênicos e antibacterianos.
Quando o assunto é aumentar seios pequenos, a grande revolução foi o enchimento push-up, feitos com água, óleo ou tecido. “O seu formato e corte aproxima os seios e deixa o colo mais bonito. Nunca confunda: sutiãs com bojo, mas sem enchimento, apenas modelam, mas não dão volume”, acrescenta.
AMANHÃ FOTO NO MANEQUIM E A MANEIRA DE FAZER A GRADAÇÃO.

MACACÃO

O macacão feminino é aquela peça inteira de roupa, que une blusa e calça. Muito usado no passado, o macacão tem aparecido em muitos desfiles e coleções atuais. Não há limites para um macacão, podendo ele ser confeccionado nos mais diversos tecidos como algodão, seda, viscose, moleton, entre outros.
Os macacões femininos são peças muito práticas e um investimento a longo prazo. A peça transita sem dificuldade alguma do inverno para o verão, e vice versa. Se o seu macacão é regata ou com as mangas e você quer usá-lo em um dia mais frio, é só colocar um casaquinho e trocar as rasteiras por botas ou oxfords. Os macacões podem ser mais descontraídos ou podem te acompanhar, até mesmo, em um casamento.


NÃO SE DEIXE LEVAR PELAS CONSERVADORAS!

Se gosta de vestido justo use, isso nada tem a ver com "piriguetagem". O essencial é ter elegância e saber escolher um modelo bonito e que combine com você.
 O corpo feminino pode e deve ser evidenciado, com bom gosto, é claro.
E tem mais, os vestidos lindos e justos estão em toda parte, nas fast fashions e até mesmo na loja do seu bairro. Que tal ousar nessa final de semana e usar um vestido diferente bem ajustado no corpo? E lembre-se de que se ele for curto, com salto fica ainda mais curto. Outra coisa, vestido justo não significa que ele deve ser supercolado.
Se vestido for muito justo, conforme você caminhar, ele vai começar a subir e isso vai te obrigar a ficar puxando o vestido para baixo, super chato. Portanto, saiba escolher a medida certa.

VESTIDO DE 1966

Mary Quant  (Kent, 11 de fevereiro de 1934) é uma estilista britânica, na década de 1960, responsável pela criação da mini saia.

Na juventude, Mary Quant criava suas roupas, e, aos poucos, decidiu vender as peças também, pois achava a moda "terrivelmente feia". Anos depois, com o marido, abriu a loja Bazaar, na famosa King’s Road, em Londres.

Criou um diminuto pedaço de pano que mudou o guarda-roupa feminino: a minissaia. As saias de 30 cm de comprimento eram usadas com camisetas justas e botas altas. Em poucos anos, Mary Quant abriu 150 filiais na Inglaterra, 320 nos EUA e milhares de pontos de venda no mundo todo. A butique Bazaar se tornou o símbolo de vanguarda dos anos 60 e 70.

Em 1966, a rainha Elizabeth II a condecorou com a Ordem do Império Britânico, prêmio que ela recebeu vestindo mais uma de suas criações. Em 1994, aos 60 anos, Mary Quant lançou uma coleção de acessórios e de cosméticos. “É para que ninguém me esqueça”, disse a estilista, ainda adepta de minissaias.

Mary Quant, 1966 The Museum of London

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

APRENDA A FAZER A BASE DE MODELAGEM

O diagrama é uma estrutura composta de retas e curvas desenvolvidas através de cálculos matemáticos com o objetivo de representar, de forma gráfica, a planificação do corpo. Nesta estrutura o profissional de modelagem interpreta e representa o modelo que foi projetado pelodesigner ou estilista. Cós, espelhos, forros, comprimento da peça, presilhas, marcações de botões, casas e todas as informações que são inerentes ao molde serão representados na superfície desta base.

A base tem a intenção de representar, de forma sistemática, todas as formas do corpo. Mas não devemos esquecer que ela deverá ser pilotado e testado inúmeras vezes, objetivando conseguir um resultado satisfatório no quesito estético, além de ser desenvolvido de acordo com as especificações de elasticidade do tecido, textura, espessura e o caimento do tecido.

Para o desenvolvimento da base, o modelista deverá executar um estudo antropométrico - que tem como intuito conhecer e mensurar as medidas do corpo do público ou cliente que se quer atender. Através deste estudo o modelista cria uma tabela de medidas, na qual é possível encontrar as medidas de circunferência, altura, estatura e comprimento, que dão suporte para a criação de acordo com as necessidades e características do cliente




1001 DRESS

1001 MANEIRAS DE FAZER UM VESTIDO

Exercite a sua imaginação! *-----*
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=C5dj0Uedz4s#t=64

JOÃO VICTOR PEDIU PARA PUBLICAR O CROQUI DELE. CONFIRA!

Queridinho nas produções, o vestido  básico de modelagem reta e  recorte, estilo tubinho, ganhou novo fôlego misturando materiais diferenciados.O vestido tubinho faz a incrível mágica de modelar perfeitamente as curvas  e até mesmo disfarçar aquele quilinho a mais que você ganhou por pedir sobremesa extra. Ele também é ideal para quem é baixinha pois alonga o tronco.

CROPPED / RETORNO

Marcando seu retorno ao mundo da música, Britney Spears estreou na última terça-feira (01.10) o vídeo de seu novo single, Work B**ch. A cantora aparece com figurinos sensuais com temática sadomasoquista, com direito a chicotes e mordaças com caixas de som. Tops com short curtinho, lingeries e vestidos com fendas generosas são algumas das peças vistas em cena. O ponto alto é a performance de Britney dançando, que deixou os fãs enlouquecidos ao verem que ela ainda mantém a forma da época de seu auge, quando lançava moda com suas coreografias. O vídeo teve quase dois milhões de acesso em apenas algumas horas após ser divulgado








terça-feira, 1 de outubro de 2013

Chanel, Paris Fashion Week, Semana de Moda de Paris, verao 2014

Foi em uma galeria de arte montada na impactante estrutura de vidro e ferro do Grand Palais, em Paris, que a Chanel novamente apresentou sua coleção de verão 2014.
Na moda, Karl Lagerfeld apostou em terninhos e saias de tweed em cores adocicadas e tons pastel e vestidos com cintura baixa e soltinha. Entre tradicionais casacos da grife, muitos tiveram golas e mangas decoradas com quadriculados em cores fluo como verde, rosa, coral, amarelo e cinza. As referências esportivas (forte tendência da temporada), não ficaram de fora. Aliás, deram um ar fresh à coleção como a calça de couro leve e solta, usada com malha amarrada na cintura e nos ombros.
http://elle.abril.com.br/desfiles/paris/paris-verao-2014/chanel-paris-

DAKOTA IN RIO

Dakota Fanning escolheu um vestido branco bem fresquinho para enfrentar o dia de compromissos no Rio de Janeiro. A atriz de Hollywood desembarcou nesta sexta (27 Set 2013) no Brasil para divulgar o filme Night Moves no Festival de Cinema do Rio

Para posar no photocall de "Night Move", Dakota Fanning elegeu vestido branco com acabamento de transparência da A.L.C.


TIPOS DE SUTIÃS


1. Meia-taça: ideal para quem tem seios médios ou grandes e quer valorizá-los. Ela levanta os seios e destaca o colo.
2.
Sem aro: não oferece muito suporte. Bom para quem não tem muito peito.
3.
Push up: perfeito para quem tem seios pequenos e gostaria que eles tivessem mais volume. Ele levanta e junta os seios.
4.
Cruzado nas costas: uma boa pedida para seios grandes. Distribui melhor o peso e garante boa sustentação.
5.
Com bojo: possui uma espécie de enchimento, geralmente feito do próprio tecido. Deixa os seios pequenos mais volumosos.
6.
Tomara-que-caia: quem tem seios pequenos pode usar e abusar deste modelo. Para os seios grandes, ele fica devendo no quesito sustentação.
Nesse último caso, pode dar a impressão de que os seios estão caídos.
7.
Top: ideal para esportes, pode ser usado por todas as garotas. Oferece muito conforto para quem tem seios grandes.
8.
Copa inteira: ao contrário do meiataça, cobre quase o seio todo e ajuda a disfarçálo. Repare que ele também tem alças grossas. As donas de seios fartos devem evitar alças finas.

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

VESTIDO T. Q C

O tafetá por si só já é um tecido que transmite requinte e sofisticação e ainda na situação de compor modelos como estes de vestido tomara que caia.

O vestido muito estruturado joga os seios para cima, junto aos braços. Se o vestido não tiver estrutura, os seios ficam meio achatados e caídos – e o vestido pode acabar caindo também com o peso.. Tomara-que-caia exige cintura fina. Estômago saliente fica mais saliente ainda. De perfil, fica feio. As muito baixinhas e sem cintura parecem uma salsicha num tomara-que-caia muito justo.


TOP

Embora seja uma variação dos corseletes do século 15, o top como conhecemos hoje surgiu em 1946, quando o figurinista Jean Louis criou um modelo de cetim para a atriz Rita Hayworth usar no filme Gilda. Nos anos 1950, o estilista Balenciaga fez esse decote com corpo justo e saia rodada, que é copiado até hoje. O top afina a cintura e mantém a postura reta. Atualmente, ele é o modelo preferido das noivas e das atrizes de cinema em noites de gala. 


TC SEXY

Em geral, quem tem seios fartos quer passar longe de um vestido tomara-que-caia. Segundo esse público, o modelo sem alças e mangas faz com que elas se sintam inseguras no modelito achando que eles realmente vão deixá-las na mão.

MULLET FOREVER

Quando Demi Lovato apareceu usando um vestido amarelo com a parte da frente mais curta que a de trás, muitas pessoas estranharam. Logo depois, outras celebs apareceram com vestidos e saias no mesmo estilo e a moda do mullet pegou! As fashionistas amam essa peça e ela esteve superpresente na plateia das semanas de moda brasileiras! Ainda não comprou o seu mullet?